11 de agosto de 2010

VOCÊ NÃO É “AMIGO” DOS ANIMAIS E TAMPOUCO UM PROTETOR.



Você não é “amigo” dos animais e tampouco um PROTETOR.

Se você ouve e compra música de quem “promove” rodeios.
Se você freqüenta ou tem simpatia por religiões afro-brasileiras que usa animais em seus rituais.

Se você adora Beto Carreiro World
Se você adora circo com animais

Se você adora uma pescaria para “relaxar”
Se você assiste impassível a morte de animais nos matadouros, granjas. Nas touradas, rodeios, puxada de cavalos, farra do boi, rinhas, testes de pseudo cientistas, se adora a moda da morte, se usa cosméticos testados em animais, se não abre mão dos confortáveis sapatinhos de couro, da bolsa da moda oriunda da dor e sofrimento dos animais, etc.

Você não ama animais e tampouco pode se chamar defensor de animais. Se ainda come carne, mesmo sabendo e vendo o sofrimento imposto a eles para satisfazer seu paladar.

Quero deixar bem claro que não tenho nada contra as religiões afro-brasileiras, apenas não concordo com a maneira deles tratar os animais em nome de Deus. Portanto, acho uma contradição se dizer que ama animais e ser conivente com a morte deles em nome de fé, ou seja, lá o que for.

Quanto aos cantores que são “responsáveis” por existir rodeios, é imperdoável se chamar protetor e comprar seus CDS, pois todos sabem que 99,9% das pessoas que vão aos rodeios vão por causa do show de dor e horror. É lamentável que eles se digam homens ligados a Terra e a Natureza, a maioria veio do campo e tem a coragem de destruí-la com criação de gado e outras coisas que vão contra a vida.

Um comentário:

Francisco G. Carvalho disse...

Concordo incondicionalmente.